Aedes Aegypti, vetor do Zika vírus. (Foto: Google Imagens)

Atualmente, todos estamos passando por momentos de extremo cuidado por causa do vilão Aedes Aegypti. Como todos sabem, estamos vulneráveis a doenças transmitidas por esse mosquito: Dengue, Zika e Chikungunya. Devemos tomar os devidos cuidados, como usar repelente, não deixar água parada e procurar sempre combater focos do mosquito.
Pensamos que só em terra temos este problema, porém a bordo não é muito diferente. Casos de zika já foram relatados e segundo especialistas, o fato de o navio ser um ambiente confinado e com muitas pessoas, acaba facilitando surtos.

Passageiros embarcam em um navio de cruzeiro. (Foto: Google Imagens)
Passageiros embarcam em um navio de cruzeiro. (Foto: Google Imagens)

Empresas como a Carnival Corp, que compreende as linhas de cruzeiro, incluindo a Princesa, Carnival, Holland America, Costa e Cunard, envia informações sobre vírus de Zika para passageiros com reserva para cruzeiros para áreas afetadas. Para as mulheres grávidas e seus companheiros de viagem que precisam cancelar seus cruzeiros, são fornecidos créditos de cruzeiro futuro para que remarquem em um momento posterior. Algumas empresas de cruzeiro estão permitindo aos passageiros, antes do pagamento final, selecionarem um itinerário diferente que não visite áreas afetadas, sem multa. Passageiros que fizeram o pagamento final podem escolher um crédito de cruzeiro futuro. Outras empresas preferem lidar com preocupações de passageiros numa base caso-a-caso.

A 2OM Mayle Peres, formada pela EFOMM em 2009 relatou para o Pelicano a sua visão: “A bordo não vi alterações, mas os estrangeiros com os quais eu trabalho embarcada (na empresa Farstad) estão com muito medo, pela repercussão do zika. Procuram saber informações o tempo todo.”

As mudanças que estão mais explícitas, são quanto ao embarque em navios cruzeiros, os quais lidam com uma grande quantidade de pessoas frequentemente. Os cuidados tomados pelas empresas são para evitar qualquer tipo de caso de zika vírus a bordo que seja transportado de um lugar para outro. Não existem vacinas ou remédios contra o zika vírus, apenas prevenção.