O Navio de Transporte de Cargas Vivas (Navio Curral) “NADA”, recebeu no último domingo, 04/02, autorização da Justiça Federal para desatracar do Porto de Santos, no litoral de São Paulo. Em decisão que atendeu ao recurso impetrado pela Advocacia Geral da União (AGU), a mando do Governo Federal, uma vez que as ações de ONGs e ativistas levaram a decisão judicial que impedia o embarque de 2 mil bois, além do desembarque daqueles já embarcados no navio.

Bois sendo colocados no navio NADA, no Porto de Santos. (Foto: Renan Fiuza/ G1)

O Navio Curral NADA, considerado o maior em operação no mundo, atracou em Santos no dia 26/01, para o embarque de 27 mil bois, com destino à Turquia, logo após a Agência Nacional de Transporte Aquaviário (Antaq) autorizar a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) liberar a retomada dessa atividade no Porto paulista. A embarcação deveria ter suspendido em direção ao velho continente, na madrugada da última quinta-feira, entretanto ficou retido pela Marinha do Brasil, a qual acatava determinação judicial motivada por denuncias de maus tratos e más condições sanitárias da embarcação.

Prejuízos

Durante sua estadia em águas brasileiras, a empresa Minerva Foods, responsável pela carga, foi multada pela prefeitura de Santos, em cerca de R$ 1,5 milhão por irregularidades no transporte dos animais até a cidade. Além da quantia de R$ 2 milhões, referentes a poluição ambiental, uma vez que o forte cheiro de estrume dos bois atingiu a cidade, causando desconforto na população. Ademais todo este transtorno gerou um prejuízo de R$ 5 milhões a empresa, segundo estimativas do Governo Federal.

Brasil é um dos maiores exportadores deste tipo de carga no mundo

Partida

Depois de dias de negociações, que contou com ação direta do Governo, por ação do Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, o navio panamenho pode seguir viagem sem a totalidade da carga comprada, levando para Turquia 25 mil bois.

Transporte de Cargas Vivas

O transporte de cargas vivas é uma atividade cercada de polêmicas, e condenações de ativistas, feito em um tipo de navio especial, chamado de navio curral. No qual os animais contam com apoio veterinário, além de especial atenção na estabilidade, uma vez que a “movimentação da carga” pode comprometer a segurança da navegação, consequentemente podendo levar o navio a pique. Atualmente o Brasil é um dos maiores exportadores deste tipo de carga no mundo, tendo como principais clientes Líbano, Turquia, Egito e Jordânia.

Navio NADA atracado. (Foto: Wolfgang Barnitzke/ MarineTraffic)

Características:

Nome do Navio NADA
IMO 9005429
Ano de Construção 1993
Bandeira Panamá
LOA 201.41m
Boca 32.24m
Tonelagem Bruta 46940
Porte Bruto 35100t

 

 

 

 

 

COMPARTILHAR
Fabricio
Aluno do 3º ano de Náutica da EFOMM, Vice-Presidente do Jornal Pelicano e Presidente do Grêmio de Relações Internacionais da Marinha Mercante.