CIAGA organiza II Torneio de Xadrez

O Torneio de Xadrez, que reuniu participantes de diferentes gerações, foi marcado pelo equilíbrio das partidas devido ao bom nível dos participantes.

II Torneio CIAGA de Xadrez (Montagem: Jornal Pelicano)

Na manhã de sábado, 22 de novembro, o Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA) recebeu o II Torneio CIAGA de Xadrez, que neste ano aconteceu no salão nobre do GVREFOMM. Todavia, diferentemente da edição anterior, quando apenas participaram alunos da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM) e Instituto Militar de Engenharia (IME), representantes do Colégio Naval (CN), Escola Naval (EN), outros militares da Marinha e do Exército e civis, como membros da Equipe de Xadrez Fluminense, abrilhantaram esta edição.

Regras da Competição

Assim como na MercaEX, o Torneio foi disputado pelo formato suíço direcionado de competição, no qual os jogadores enfrentariam a cada rodada adversários de pontuação semelhante, desde que não houvesse conflitos de confrontos e que fosse evitado jogos entre competidores da mesma equipe. Sendo assim, a competição foi composta de sete rodadas, cada uma com o limite de 20 minutos para cada jogador. Vitórias, somavam-se 1 ponto; empates, 0,5 ponto; derrotas, 0 ponto. O jogador que somasse mais pontos, vencia a disputa individual.

O árbitro CLC Francisco explicando as regras aos competidores (Foto: Al. Fabrício / Jornal Pelicano)
O árbitro CLC Francisco explicando as regras aos competidores (Foto: Al. Ricardo Jesus / Jornal Pelicano)

Antes do campeonato ter início, foi feito feito um briefing pelo CLC Francisco, árbitro da Federação Internacional de Xadrez. Nessa reunião, os jogadores foram alertados de regras específicas e de qual seria a postura caso alguma infração a regra fosse cometida. Assim, os jogadores puderam esclarecer algumas dúvidas sobre o formato de disputa e possibilidade de punições.

A disputa

O torneio que reuniu diferentes gerações de enxadristas, foi marcado pelo equilíbrio das partidas devido ao bom nível dos participantes. Tendo sido o destaque da competição, André Kemper Baptista, militar da Marinha, que terminou invicto, com o incrível aproveitamento de 92,86%. Além disso vale-se destacar o bom desempenho dos alunos do CN, que participaram com uma numerosa delegação, e obtendo bons resultados individuais conquistando as 5º e 6º colocações na classificação final.

Partida entre o Al. Caçadini do Colégio Naval e o OfAl. Sérgio Mesquita da EFOMM (Foto: Al. Fabrício / Jornal Pelicano)
Partida entre o Al. Caçadini do Colégio Naval e o OfAl. Sérgio Mesquita da EFOMM (Foto: Al. Ricardo Jesus / Jornal Pelicano)

A Equipe de Xadrez da EFOMM teve mais uma oportunidade de demonstrar as suas habilidades, tendo como o destaque na classificação geral o aluno Thales Lucas, o qual obteve 57,14% de aproveitamento. Ademais, a boa performance dos alunos do grêmio, que obtiveram um desempenho médio de 50%, contribuiu para o fortalecimento e treinamento da equipe para as competições que serão realizadas no próximo ano.

Premiação

Após as mais de sete horas de competição, onde os atletas puderam desenvolver seus raciocínios e habilidades de estratégia, foi feita a cerimônia de premiação. Na qual civis e militares, puderam se confraternizar e fortalecer laços de amizade.

COMPARTILHAR
Fabricio
Aluno do 2º ano de Náutica da EFOMM, Coordenador-Geral do Jornal Pelicano e Vice-Presidente do Grêmio de Relações Internacionais.