(Imagem: Google Imagens)

A origem do estresse pode estar na falta de motivação para executar o trabalho, convívio com marítimos de diferentes culturas, repetição de tarefas, falta ou excesso de atividades e até trocas de emprego ou funções. É aconselhável procurar ajuda tão cedo quanto possível, uma vez que consequências podem ser drásticas e penosas.

  • Não seja afetado pela negatividade alheia

Geralmente, as pessoas a nossa volta não têm controle sobre seu temperamento. Muitas vezes nos deparamos com a negatividade alheia e somos influenciados por ela. O que pode ser feito é mudar a forma como se reage, adestrarmos-nos para valorizar mais as coisas boas e abstrair quanto às ruins é o ideal.

(Imagem: Google Imagens)
(Imagem: Google Imagens)

É importante e proveitoso exercer empatia. Talvez o mal-humorado esteja vivendo um dia ruim ou apenas precisando extravasar, talvez você já até tenha passado por isso. Pense consigo: Como eu reagi nessa situação?  Tomei minha decisão conscientemente? Gostaria de ser definido por aquilo?

Entenda que não será fácil ou rápido, mas a partir do momento que ver os resultados sua paciência aumentará também. Seja mais de bem com a vida!

  • Pare de procrastinar

Procrastinação é um poderoso agente estressante. Mas o que vem a ser procrastinação? – é o ato de adiar uma ação, postergar. Pode acontecer com serviços burocráticos, desprazerosos ou sem urgência.

(Imagem: instagram coolmariners)
(Imagem: instagram coolmariners)

Então, lembre-se: não procrastinamos enquanto nos divertimos! Por que isso? Simples, não há porquê evitar ou atrasar atividades prazerosas. Resolver problemas de última hora também é prejudicial, uma vez que a pressão pelo resultado aumenta, o prazo se encurta e o chefe se incomoda.

Portanto, tente aceitar tarefas cotidianas como divertidas e ver com alegria o seu trabalho. Em pouco tempo sua mente se reprogramará e o foco aumentará.

  • Saiba ouvir

Muitos marítimos não têm essa habilidade desenvolvida. Saber ouvir é imprescindível na vida privada e profissional. É benéfica tanto para construção de relacionamentos pessoais quanto para performance no trabalho.

Pare e reflita: Você é capaz de ouvir de verdade um companheiro? Você espera alguém terminar de falar ou interrompe com frequência? Escuta com atenção e calma? Percebeu quanto isso pode ser irritante? O ideal é sempre dar oportunidade e voz para as pessoas falarem, junto a isso um clima amistoso e um canal de comunicação aberto independente de graus hierárquicos, porém com responsabilidade.

Ainda duvida dos benefícios de saber ouvir? Pois então, a redução de estresse se dá por vários meios com essa habilidade: primeiro, pessoas que sabem ouvir são mais respeitadas e admiradas, há uma certa atratividade nos bons ouvintes, todos querem estar perto deles; com as informações adquiridas apenas por ouvir atentamente é possível criar melhores estratégias e soluções; e pessoas tendem a confiar nos bons ouvintes e retribuir atenção a eles, gratidão ainda existe sim no mundo moderno.

  • Não deixe o ego te atrapalhar

Primeiro entenda: ego faz parte da personalidade humana mas não é a consciência; e segundo: não somos o que enxergamos de nós mesmos, embora tentemos resistir.

Iludir-se quanto a si mesmo é um atraso, quando confrontadas as diferenças entre nossa visão própria e outra externa achamos que o mundo irá explodir. Bobagem, o que vai mesmo explodir é o nosso ego.

Pode parecer complicado enfrentar esse problema dentro de nós, mas sempre há um jeito. Comece deixando de se ofender, irritar-se gera a mesma energia destrutiva que o atingiu a princípio – seja você o egocêntrico ou não a bordo. Controle seu ímpeto de estar sempre certo, não é porque sua função é de mais responsabilidade no navio que você está correto; admita: podemos errar, liberte-se desse peso.

Dicas do Pelicano: Ouça música, medite ou fale com alguém. Bebidas quentes e atividade física também ajudam.

(Imagem: instagram coolmariners)
(Imagem: instagram coolmariners)