Comandante Aluno Berço Cruz e Imediata Aluna Fernanda Batista. (Foto: Al. Yasmin Mouzinho/Jornal Pelicano)

Às 0330 da manhã, soou a corneta anunciando a Alvorada no Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA), em um dia muito importante na história do Brasil, 7 de setembro. Antes mesmo do nascer do sol, os alunos dos três anos escolares deveriam estar formados na Alameda Alegrete, às 0445. E não foi diferente: mostrando a pontualidade de um militar, todos estavam formados e devidamente fardados na hora prevista.

Os alunos, que foram voluntários para representar a Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM), foram levados por viaturas do CIAGA para a Av. Presidente Vargas, às 0510. Ao chegar ao local, grupamentos de outras Organizações Militares e Civis finalizavam os preparativos para o desfile.

Segundo o Comando Militar do Leste, cerca de 4.300 pessoas participavam do desfile, sendo elas: as Forças Armadas, a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros Militar, a Polícia Rodoviária Federal, a Guarda Municipal, Ex-Combatentes da Força Expedicionária Brasileira (FEB), Escolas Militares, escolas municipais, grupamentos de associações, grupamento de atletas militares de alto rendimento e entidades civis.  Fazendo, pois, renascer o sentimento de patriotismo e homenageando um marco na história do País.

IMG_4820
(Foto: Al. Yasmin Mouzinho/Jornal Pelicano)

O grito da independência

No dia 7 de setembro de 1822, movido pelo desgaste do sistema de controle econômico, pelos altos impostos exercidos pela Coroa Portuguesa, pela tentativa de recolonizar o país e pela vontade de viver em um Brasil com autonomia política, D. Pedro I – às margens do Rio Ipiranga – proclamou o que jamais seria esquecido: a independência do Brasil.

Independência ou morte”, anunciou D. Pedro I que naquele dia o Brasil não seria mais uma Colônia de Portugal. Até os dias de hoje, esse dia é celebrado com muito orgulho e patriotismo pelos Brasileiros.

“Verás que um filho teu não foge à luta

Nem teme, quem te adora, a própria morte.”

– Hino Nacional Brasileiro

IMG_4579
(Foto: Al. Yasmin Mouzinho/Jornal Pelicano)

Desfile do dia da independência do Brasil

O Fogo Simbólico da Pátria foi conduzido pelo 3ºSGT do Exército Brasileiro Felipe Wu, que conquistou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos Rio 2016, na prova de pistola de 10 metros de ar comprimido.

Ao som das bandas, foi iniciado o desfile cívico militar, que durou cerca de 2 horas.  A EFOMM foi anunciada logo após a Escola Naval (EN). O grupamento tinha à frente o 1T (T) Santos Souza e a Guarda Bandeira, a qual é formada pelo Comandante-Aluno Berço Cruz, Imediato-Aluna Fernanda Batista e os Alunos Marcus Oliveira, Vollmers, Strauss, Firmino, Marianny, Nunes, Cavalcante e Tamara, que desfilavam pela última vez como alunos.

IMG_4771
(Foto: Al. Yasmin Mouzinho/Jornal Pelicano)

Patriotismo

Vossos peitos, vossos braços

São muralhas do Brasil

Há 194 anos, o Brasil conquistou sua independência e, até hoje, o Brasileiro luta diariamente para defender a democracia do país. Mesmo em tempos de crise política e econômica, nosso país tem se mostrado forte diante todas as adversidades e deixado nosso povo cada vez mais unido em prol de um mesmo ideal, de uma mesma bandeira.

“Sobre a imensa Nação Brasileira,

Nos momentos de festa ou de dor,

Paira sempre sagrada bandeira

Pavilhão da justiça e do amor!”

– Hino à Bandeira Nacional

short bridesmaid dresses
(Foto: Al. Michel Lemos/Jornal Pelicano)

Nós, Brasileiros, devemos levar conosco todo o orgulho do êxito, que foi obtido através de muito esforço: a liberdade. O que, até hoje, nos faz ser referência no mundo a fora. Nossos corações não são só ‘verde e amarelo’ no 7 de setembro, mas durante toda a vida.  Os militares servem como exemplos de patriotas ao servirem 24h em prol do crescimento do país, ao idolatrarem a pátria e ao abdicarem dos direitos deles para ter como dever defender os direitos da sociedade. Independente da situação em que o país estiver, defenderão com afinco a pátria amada e protegerão a democracia. O progresso, pois, jamais será alcançado sem ordem. Permanecerão, então, lutando pela liberdade que sempre buscamos e a cada dia mais próximo chegamos.

“Parabéns, ó brasileiro,
Já, com garbo varonil,
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil.” – HINO DA INDEPENDÊNCIA DO BRASIL

Confira as fotos do evento:

IMG_4687
(Als. Michel Lemos e Yasmin Mouzinho / Jornal Pelicano)
  • Sidnei Esteves

    Parabéns EFOMM, mais um belo desfile, honrando nossas tradições!

    • Felipe Dias

      Obrigado pela homenagem e fidelidade no Jornal, mestre!