(Foto: Al. Thais Dias / Jornal Pelicano)

“I have sailed to many lands now I make my final journey
On the bow I stand, west is where I go
Through the night I plough still my heart calculate and pray
As the compass swings my will is strong
I will not be led astray
Mysteries of time clouds that hide the sun
But I know, I know”

Ghost of The Navigator – Iron Maiden

A carreira do mar atrai diversos profissionais por motivos que vão desde a realização financeira até a paixão pelo exercício da profissão. Por isso, o Jornal Pelicano resolveu dar uma ajuda informando como ingressar na Marinha Mercante. Os requisitos comuns são idade, nível de escolaridade e aptidão física.

O navio, como qualquer empresa, possui uma hierarquia que vai desde o Moço de Convés até o Comandante da embarcação ou do moço de Máquinas até o Chefe de Máquinas. O salário, bem como a ascensão na carreira, se dá por tempo de serviço e cursos.

A hierarquia na seção de convés é a seguinte:

  • Moço de convés (MOC)

    engrm_crw_1196
    (Foto: Google Imagens)
  • Marinheiro de Convés (MNC)
  • Contramestre (CTR)
  • 2° oficial de náutica (2OM)
  • 1° oficial de náutica(1OM)
  • Capitão-de-Cabotagem (CCB)
  • Capitão-de-Longo-Curso (CLC)

Na seção de Máquinas:

  • Moço de Máquinas (MOM)
  • Marinheiro de Máquinas (MNM)
  • 2° Oficial de Máquinas (2OM)
  • 1° Oficial de Máquinas (1OM)
  • Oficial Superior de Máquinas (OSM)

Principais atribuições e como se tornar um:

Moço de convés (MOC):  O Moço de Convés é o profissional que executa diversos tipos de tarefas no convés de uma embarcação. Na categoria dos marítimos aquaviários, ocupa a posição de menor grau hierárquico. Para se tornar Moço de Convés deve-se realizar o processo seletivo “CFAQ-I C”, cujos requisitos são: ter no mínimo 18 anos; possuir Ensino Fundamental Completo; e ser aprovado com sucesso nos exames teóricos (português e matemática) e físicos (natação e permanência). Os salários variam em torno de R$: 2.000,00 até R$: 5.500,00, dependendo da experiência do profissional. O curso tem duração de 6 meses em sala de aula e 2 meses de estágio embarcado.

Moço de Máquinas (MOM): O Moço de Máquinas exerce funções na praça de máquinas do navio. Assim como o Moço de Convés, ocupa a posição mais baixa na hierarquia do navio. Para se tornar MOM, deve-se realizar o processo seletivo “CFAQ-I M”, cujos requisitos são os mesmo do MOC. Os salários atingem as mesmas faixas dos moços de convés, também de acordo com a experiência do profissional. O curso também possui a mesma duração que o anterior, com a mesma fase de estágio e teórico.

2° Oficial de Náutica (2ON): É o profissional que exerce funções no passadiço da embarcação, além de funções administrativas como o gerenciamento dos profissionais do convés. Sempre preocupado em cumprir os requisitos necessários para manter a segurança do navio e de seus tripulantes, é o oficial de menor grau na cadeia hierárquica da tripulação. Os salários são bastante atrativos. Atualmente um oficial recém-formado recebe em torno de R$: 9.000,00 além de diversos outros benefícios como a possibilidade de conhecer vários lugares no planeta.

2° Oficial de Máquinas (2OM): Oficial de máquinas é aquele que cuida de todo o maquinário da embarcação, desde a propulsão até o sistema elétrico do navio. Além de também possuir funções administrativas, é uma profissão bastante completa e complexa. Os requisitos para se tornar Oficial de Máquinas no Brasil bem como seu salário se assemelham bastante ao de um Oficial de náutica.

  • EFOMM: possuir Nível Médio; ser aprovado em concurso que contém exame de conhecimento (português, matemática, física, inglês) e avaliação física e médica; possuir entre 17 e 23 anos; e ser aprovado nos exames físicos. O curso tem duração de 3 anos em sala de aula e 1 ano de estágio (a praticagem) no mar.
  • ASON/ASOM: ter idade mínima de 18 anos; possuir ensino superior (cursos especificados em edital); ser aprovado em exames de conhecimento e físicos. O curso de náutica tem duração de 12 meses em sala de aula e mais 12 meses embarcados. O curso de máquinas tem duração de 34 semanas e mais 12 meses de estágio no mar.
  • ATNO (exclusivo para oficiais de náutica): Destinado a oficiais superiores ou intermediários da reserva do corpo da armada da MB (RM1), oficiais da reserva do quadro técnico ou complementar da armada (QC CA RM1-T) cumprindo do Edital. O estágio no mar tem duração de 3 meses e 930 horas de aula em sala de aula.

Enfermeiro, Taifeiro e Cozinheiro: existe ainda a possibilidade de ingressar na marinha mercante sendo profissional em categorias como enfermeiro, cozinheiro, taifeiro e auxiliar de saúde. Deve-se realizar o concurso “CAAQ-I CT/S”, que é o curso de adaptação para aquaviários. Os editais são disponibilizados no site do CIAGA. Para as funções de cozinheiro e taifeiro é necessário ter nível fundamental e curso de capacitação na área com carga horária mínima de 160 horas. Para o cargo de enfermeiro, é necessário ter diploma ou certificado para a categoria. Para auxiliar de saúde, também é necessário ter certificado conferido por instituição de ensino, nos termos da legislação vigente. Deve-se possuir mais de 18 anos.

A ascensão para o próximo nível, quaisquer das profissões aqui citadas, na hierarquia da embarcação é possível através de cursos e tempo de serviço.

Os links dos editais são encontrados no site do CIAGA.

  • Alexandre Matos

    Boa noite, tenho 33 anos e possuo o ensino médio completo. Eu consigo ingressar na Marinha Mercante ? O que preciso fazer, pois entrei no site do CIAGA e não localizei muitas informações.

    Desde já agradeço pelas informações !

  • Jeison Anderson Tiegs

    Bom Dia, como eu faço para poder participar dos concursos para trabalhar na marinha, como auxiliar de cozinha e Garçon?entrei em diversos sites e em nenhum consegui esta informação.

    • Rui mheyson

      Vc deve ir na capitania dos portos da sua cidade amigo e ver com o pessoal da capitania dos portos as datas de inscrição , ou vc pode também entrar no site do CIAGA.