Olá, leitores do Jornal Pelicano!
Sou Praticante de Oficial de Máquinas (POM) e, à convite da Equipe do Jornal Pelicano, falarei um pouco sobre a minha Praticagem neste Diário do Pratica.

Por que Máquinas?

Escolhi o curso de Máquinas pois, depois de muito avaliar as duas opções e pesquisar sobre ambas, concluí que era o curso que me agradava de maneira mais ampla. Chamou-me atenção em mais aspectos pelos tipos de atividades, que já me interessavam até mesmo antes de ingressar na EFOMM. Ainda assim, admiro Náutica e acho um curso também muito significativo e interessante.

A seleção

POM Taynan na Praça de Máquinas (Foto: Acervo pessoal)
POM Taynan na Praça de Máquinas (Foto: Acervo pessoal)

O Processo Seletivo do qual participei foi voltado para algumas empresas da área de offshore, e foi divido em duas fases inciais: A primeira foi uma prova de inglês de caráter eliminatório. Em seguida, os aprovados foram então encaminhados para entrevista com determinadas empresas.

A primeira embarcação

Embarquei em um AHTS (Anchor Handling Towing Ship) ou, em português, Navio de Manuseio de Âncora e Reboque. Este tipo de embarcação, como o nome diz, tem suas principais atividades relacionadas a manuseio e posicionamento de âncoras de plataformas. Também podem atuar em transporte e posicionamento das mesmas. Em geral, são embarcações fortes, com motores potentes e boa capacidade de suporte de carga em seus guinchos e equipamentos de convés.

Sobre o temido verbo: “marear”

Recebi algumas recomendações dos tripulantes: uma das que me ajudou foi “focar na hidratação”

Mareei principalmente no início. A primeira semana, sem dúvidas, foi a mais difícil para mim neste aspecto, principalmente quando o navio começou a navegar. Algumas atividades ressaltavam a sensação, como subir escadas rapidamente e fazer curvas bruscas ao me locomover, por exemplo. Recebi algumas recomendações dos tripulantes – uma das que me ajudou foi “focar na hidratação”. Pude então notar que a sensação de mal-estar diminuía com o passar dos dias.

Rotina e horários

006-20151001JP
“Mar calmo”, visto do navio onde embarca a POM Taynan (Foto: Acervo pessoal)

Minha rotina e horários envolvem principalmente o período da manhã e da tarde. A rotina do POM a bordo é baseada em atividades nas quais ele possa acompanhar e aprender os principais serviços do Oficial de Máquinas, o funcionamento do maquinário do navio, seus diversos sistemas e componentes, realização de testes, manutenções, etc.

Em geral, tento acompanhar e observar o trabalho de todo o pessoal da máquina para conhecer um pouco mais suas funções e, consequentemente, tirar dúvidas, aprender mais sobre o navio, suas operações e equipamentos.

Tenho notado que a praticagem é um período de mudanças e aprendizados alusivos a um novo tipo de rotina e hábitos. Afinal, são novos ambientes, novas pessoas, conhecimentos, nova fase.

Aprendizado

Vista da Baía de Guanabara (Foto: Acervo pessoal)
Vista da Baía de Guanabara (Foto: Acervo pessoal)

Vejo o período como uma oportunidade única, na qual podemos aprender e acompanhar de perto os próprios profissionais da área e como lidar com diligência tanto com atividades rotineiras quanto com situações inesperadas.


Gostaria de aproveitar a oportunidade proporcionada por este Diário do Pratica para agradecer e parabenizar a equipe do Jornal Pelicano 2015 pelo belo trabalho que tem feito. Continuem assim, um grande futuro os espera.

Um bom semestre letivo aos alunos e futuros mercantes.
Até breve! Bons ventos!

A POM Taynan se formou na Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM) em 2014 e, atualmente, embarca pela empresa Solstad. O Jornal Pelicano convidou a praticante a contar um pouco mais sobre sua experiência no começo da vida profissional, os desafios, o aprendizado e as lições que os primeiros dias de mar lhe trouxeram.

Você, que é ex-aluno e já fez parte da família Pelicano, também pode continuar escrevendo para o melhor canal de notícias da EFOMM e da Marinha Mercante! Basta enviar um email para jornalpelicano@yahoo.com com os seguintes dados:

Nome

Posto

Período de formação na EFOMM

Quando participou do Jornal Pelicano? Como foi a sua experiência?

Entraremos em contato e reativaremos sua conta no site!

O Jornal Pelicano quer contar sua experiência, pois a sua história é também a nossa!
COMPARTILHAR
Taynan
A POM Taynan formou-se na EFOMM no ano de 2014, tendo integrado a equipe do Jornal Pelicano durante sua formação, chegando ao cargo de Vice-presdiente. Atualmente, ela participa da equipe como Membro Honorário, enviando relatos e compartilhando sua experiência de bordo com os mercantes em formação e o público leitor.