Para este ‘Por que EFOMM?’ trazemos a aluna do primeiro ano, Lorrayne, que se mostrou muito prestativa ao concordar em contar a sua história até a chegada à tão sonhada Escola.

Lorrayne fez parte do curso SEA, projeto voluntário de alguns alunos da EFOMM que se propõem a dar aulas a alunos que não tem condições de pagar um curso renomado, e pensa que os profissionais formados na EFOMM trilharão o futuro do mar, nacional e internacionalmente.

Vamos conferir sua resposta ao que dá nome a essa série de artigos.

JORNAL PELICANO – Por que você escolheu a EFOMM?

Antes de tudo, sinto-me honrada pelo convite e oportunidade de contar um pouco do que tenho aprendido, afinal é disso que se trata aprendizagem e desafios constantes.
Sou Lorrayne, aluna do primeiro ano, formada em técnico de marketing pela FAETEC.
Trabalhava no comércio quando conheci a EFOMM por acaso e, por ser filha de fuzileiro naval, me atraiu a união da paz do mar com o fogo militar. Por meu segundo grau ter sido voltado ao profissional, tive muita dificuldade no meu primeiro ano de concurso e entendi que se realmente quisesse, teria de correr atrás. O apoio incondicional dos meus pais a todo o momento e a manobra financeira que era para contribuírem mais do que moralmente para esse sonho, guiaram-me a aproveitar todas as oportunidades. Conheci o curso SEA (Sistema de Ensino Assistencialista), ministrado de maneira gratuita por alunos da EFOMM aos fins de semana àqueles que não podem arcar com cursos de nome. Apesar de estudar com bolsa em um curso durante a semana, ao longo de toda a tarde e à noite, não precisei pensar duas vezes. Esses alunos nos traziam contato com a rotina e incentivo constante, e fizeram diferença na minha vida como talvez não imaginem. Naquele ano passei para os bombeiros e em duas federais, mas fico feliz mesmo de ter conquistado uma vaga na minha instituição.

A EFOMM nos ensina mais do que nossa profissão: nos tornamos homens e mulheres que trilharão o futuro do mar no Brasil e no exterior.

Aprendemos que, por mais difíceis sejam os desafios e por mais constantes estejam, se acreditar no que está buscando, encontrará o objetivo. A adaptação à nova vida pode ser pesada para alguns de nós, mas encontramos todos os dias sorrisos de companheiros que nos mantém firmes.
Acabo de jurar à Bandeira do Brasil e ao ver o olhar dos pais e a admiração dos mais novos, temos a confirmação de que estamos no caminho certo.

Minha história não difere de tantas outras, ontem estava estudando para o concurso com medo do futuro, amanhã estarei navegando um novo mar.

COMPARTILHAR
Felipe Dias
Oficial-Aluno do 3º ano do curso de Náutica da EFOMM e Presidente do Jornal Pelicano. Sou extremamente grato pela oportunidade de liderar uma equipe motivada e que busca, da maneira mais profissional possível, transmitir a imagem do aluno da EFOMM e trazer conteúdos relativos ao universo mercante. Bem-vindos a bordo!
  • Lucas Gomes

    Leio sempre o motivacional do “Porque EFOMM?”. Sempre que leio, eu encontro forças pra continuar na luta de um sonho que parece cada vez mais perto de se tornar real. Parabéns a toda a equipe do jornal pelo trabalho de sempre!

  • Lynda Oliveira

    Tem mais ou menos uma semana que passei a acompanhar o jornal pelicano, em especial o “Porque EFOMM ?” e sempre que leio me sinto mais atraída pela carreira, pela escola, mal vejo a hora de entrar logo, sentir essa euforia.